Estiagem: reservas hídricas são comprometidas e Interior cearense sofre

11/09/2014 - 09h44 - Redação Web - TV Diário
a- a+


A seca está fechando o cerco nas cidades do Interior cearense. No Cariri, o armazenamento está sendo considerado razoável, apesar dos baixos níveis de dois principais açudes da região: São Domingos II, que abastece Caririaçu e Jenipapeiro II, responsável pelos municípios de Baixio, Umari e Ipalmirim.
 
Todos fazem parte da Bacia do Salgado, composta por 15 açudes monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), com sua maioria destinada ao abastecimento humano, informa o gerente regional, Yarlei Brito.
 
Com apenas 10% da capacidade, o açude São Domingos II está com a situção mais crítica. Para evitar o colapso total no abastecimento, desde o ano passado realiza-se racionamento de água.
 
"Está sendo feito o abastecimento de 13 horas por dia no período da noite, das 19h até as 6h do dia seguinte", declara José Alves, diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Samae).
 
José Alves também diz que uma adutora está sendo contruída em carater emergencial. Ela irá levar água do açude Manoel Balbino, conhecido como açude dos carneiros, em Juazeiro do Norte, para os caririaçuenses. O projeto deverá estar funcionando até o final de 2014.
 
Casos similares
 
Essa situação não se resume apenas ao Cariri. Na região dos Inhamuns, o problema também é similiar. O açude São José 3, responsável pelo abastecimento da cidade de Ipaporanga está com apenas 0,46% de sua capacidade.
 
Além disso, com a impossibilidade de consumir sua água, o reservatório acabou sendo interditado. Buscando amenizar o sofrimento da população, o município perfura poços e realiza distribuição de água através de carros pipa.
 
Outras práticas
 
Enquanto açudes necessários para consumo humano, como os anteriores, estão em uma situação preocupante, o reservatório Thomaz Osterne, também conhecido como Umari, no Crato, apresenta um dos cenários mais confortáveis dentro da Bacia do salgado.
 
Porém, a água não é utilizada para abastecer a população. Com aproximadamente 32% da capacidade de 28 milhões e 750 mil m³, apenas irrigação e o lazer na região do Cariri recebem suas águas.
 
Em Juazeiro do Norte, o açude dos Carneiros, apresenta apenas 15% da capacidade de 37 milhões de m³. Ademais, sua principal utilização também é a agropecuária e a prática de esportes náuticos.
 
*Com informações da repórter Aline Menezes.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Regional

Veja mais

Comentários