Número de casos de sífilis no Ceará cresce 380% em sete anos; saiba como se prevenir Somente este ano, já foram registrados 170 novos casos

24/10/2017 - 09h29
a- a+


Conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado, os casos de sífilis aumentaram no Ceará. Houve um crescimento de 380% no número de casos confirmados nos últimos sete anos. Somente este ano, já foram registrados 170 casos. 

Segundo o infectologista José Maurício Pereira, a sífilis é uma doença infecciosa, causada pela bactéria treponema pallidum, principalmente transmitida por via sexual, mas também da mãe para o filho, durante a gravidez. A forma mais simples para evitar a infecção é o uso de preservativos nas relações sexuais, explica o profissional. 

A doença possui um tratamento relativamente simples, feito a base de antibióticos, porém uma característica peculiar da infecção dificulta o diagnóstico.   

“A pessoa infectada pode adoecer logo que pega a infecção ou pode permanecer vários períodos, meses ou anos, sem apresentar nenhum sintoma, porém transmitindo a doença", revela o infectologista.

Números 

A chamada sífilis adquirida, contraída pelo ato sexual, é a Infecção Sexualmente Transmissível (IFS) mais comum na população entre 15 e 24 anos no Estado, passando de 39 ocorrências, em 2010, para 358, até o último dia 9. Um aumento de 817%, segundo dados da Sesa. 

Já a sífilis congênita - quando a bactéria passa da mãe para o bebê através da placenta - pulou 168% entre 2007 e 2015, com taxa de incidência de 8,7 casos por mil nascidos vivos, superior a nacional, que é de 6,5 a cada grupo de mil nascidos vivos, de acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Ciência e Saúde

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.