João Inácio Show

"Caso subtenente": Cristiane cobriu tatuagem com nome dos filhos

10/05/2015 - 16h09 - Redação Web - TV Diário
a- a+
Cristiane Renata,  ex-esposa do subtenente do Exército Francilewdo Bezerra Severino, foi presa na tarde dessa sexta-feira (09), acusada pela morte do filho Lewdo Ricardo e tentativa de homicídio do ex-marido. 
 
A criminosa responderá por homicídio triplamente qualificado e tentativa de homicídio triplamente qualificada. Em entrevista exclusiva ao programa João Inácio Show, Francilewdo Bezerra e seu advogado Walmir Medeiros  falaram detalhes do caso nunca ditos antes em nenhum veículo de comunicação. 
 
Entrevista no palco 
 
No dia 21 de dezembro do ano passado, Cristiane Renata chegou a afirmar em entrevista ao apresentador João Inácio Júnior que o marido ficava trancado dentro do quarto, não queria mais papo com ela, e que ele também era muito violento com os filhos. 
 
Acompanhado do advogado Walmir Medeiros, Francilewdo desmentiu toda a afirmação da ex-esposa no palco do programa. "Isso é uma grande mentira. Porque quem vivia isolada dentro do quarto era ela. Ela sempre estava dentro do quarto ou com os meninos na sala. Nunca fui agressivo com nenhum dos meus dois filhos, até porque eu sabia do problema que eles tinham. Nós pesquisávamos muito sobre isso (o fato de eles serem autistas)", explicou.
 
Neste momento da entrevista, o advogado Walmir Medeiros ressaltou que Cristiane Renata teria planejado e articulado o crime meses antes de colocá-lo em prática. Em primeira mão, ele afirmou que a mulher fez uma tatuagem por cima da que teria com o nome dos filhos. 
 
"Ela tomou algumas medidas simples. Algumas não estão nem no inquérito e não vão para a Justiça. É a primeira vez que estamos falando isso. Ela tinha uma tatuagem que era o símbolo do infinito, um oito deitado, com o nome dos dois filhos escritos. Em abril do ano passado, ela cobriu essa tatuagem com uma borboleta", revelou. 
 
"Foi a partir de abril (de 2014) que ela começou a tomar várias medidas e dar sinais de que estava planejando os assassinatos", acrescentou. 

Vídeos relacionados