Merenda escolar e medicamentos vencidos são encontrados em depósitos de Tianguá O problema foi encontrado pela nova gestão que assumiu a Prefeitura depois das eleições complementares no mês de junho

03/08/2018 - 09h15
a- a+


Centenas de alimentos e medicamentos com prazos vencidos foram encontrados nos depósitos em Tianguá, na região Norte do Estado, pela nova gestão que assumiu a Prefeitura depois das eleições complementares no mês de junho. Um relatório está sendo feito para calcular o prejuízo e será encaminhado para o Ministério Público, que já visitou o local. 
 
Entre os alimentos vencidos estão leite, carne, arroz, macarrão, feijão, farinha e biscoitos. Alguns já tinham sido encaminhados para as escolas e após a perícia da nova gestão da Prefeitura, foram todas recolhidas para o depósito municipal. Um novo estoque já foi fornecido para as escolas prejudicadas. Estes produtos vencidos iriam alimentar 15.100 estudantes matriculados nas escolas municipais de Tianguá. 
 
Jaqueline Portela, nova chefe da divisão de merenda escolar, afirmou que alguns produtos já foram negociados com os fornecedores para realizar a troca. Os outros, eles ainda estão vendo a melhor forma de evitar grandes prejuízos e não prejudicar a merenda escolar dos alunos, que já retornam às aulas na próxima semana. 
 
Além disso, o depósito de medicamentos também possui produtos vencidos, como remédios para pressão, diabetes, anticoncepcionais e leite para recém nascidos. A maioria dos medicamentos venceram entre o final de 2017 e o começo deste ano. As farmácias dos postos de saúde do município permanecem com prateleiras vazias, mas um novo estoque já foi solicitado para minimizar o problema. 
 
Veja mais informações na reportagem do Diário Regional. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Regional

Veja mais

Comentários