Carne de matadouros clandestinos preocupa população em Quixeló

15/03/2017 - 19h07
a- a+


A população de Quixeló, cidade localizada na região Centro-Sul cearense, está consumindo carne abatida de forma clandestina, sem inspeção sanitária. O antigo matadouro de animais da cidade foi embargado pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) em 2013 por falta de condições de funcionamento. O novo abatedouro público da cidade está em construção há mais de três anos. Atualmente, a obra está parada por falta de verba.
 
Sem o matadouro público, os animais passaram a ser abatidos de forma clandestina, colocando a saúde da população em risco. Preocupados, os moradores reivindicam o abatedouro. "Faz quatro anos que consumimos carne de moita (como é popularmente chamada a carne abatida de forma clandestina). Fazem a matança no período da noite, em terreno baldio, para população não saber", reclamou o comerciante local Francisco Sabino.
 
De acordo com a prefeita da cidade, Fátima Gomes, o município já tomou as medidas necessárias para o fechamento dos matadouros clandestinos. Ainda segundo a parlamentar, o governador Camilo Santana prometeu a liberação da verba necessária para conclusão da construção do novo abatedouro.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Regional

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.