60,6% das rodovias cearenses apresentam irregularidades em 2017, diz pesquisa Apesar dos altos números negativos, a situação atual é melhor que em 2016, quando 64% das vias do Estado eram classificadas como regular, ruins ou péssimas

11/11/2017 - 12h31
a- a+


Mais de 2 mil quilômetros (60,6% do total) das rodovias do Ceará apresentaram algum tipo de deficiência ao decorrer deste ano e foram classificadas como regulares, ruins ou péssimas. Os dados são da Confederação Nacional de Transporte (CNT), divulgados nesta terça-feira (7), e revelam que, apesar dos altos números negativos, a situação atual é melhor que em 2016, quando 64% das vias cearenses eram classificadas como irregulares. 

A retração de 2017 indica que 75 km das rodovias não são mais consideradas regulares, ruins ou péssimas. O restante da extensão pesquisada no Estado (39,4% - 1.424 km) é considerado como ótimo ou bom. Ao todo, a CNT percorreu 3.618 km de estradas cearenses. 

A nível nacional a situação inverte. Em 2017, cerca de 61,8% da malha rodoviária do País é classificada como  regular, ruim ou péssima, enquanto em 2016 esse índice era de 58,2%. Além disso, apenas 38,2% das rodovias foram consideradas em bom ou ótimo estado, enquanto um ano atrás esse percentual era de 41,8%.

Sinalização

A sinalização foi o aspecto que mais se deteriorou. Em 2017, o percentual da extensão de rodovias com sinalização ótima ou boa caiu para 40,8%, enquanto no ano passado 48,3% haviam atingido esse patamar. Neste ano, a maior parte da sinalização (59,2%) foi considerada regular, ruim ou péssima.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Regional

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.