Três mortos, dois feridos e cinco foragidos após rebelião na cadeia de São Gonçalo do Amarante A confusão foi em decorrência de uma briga entre membros de facções criminosas

10/08/2017 - 15h23
a- a+


Três detentos foram mortos na Cadeia Pública de São Gonçalo do Amarante na manhã desta quinta-feira (10), depois de uma briga entre facções criminosas. As vítimas foram identificadas como Estefferson de Lima Moura de Sousa, Francisco Diego da Conceição e Márcio Cleiton da Silva Ricardo Filho.
 
De acordo com a Polícia Militar, o confronto aconteceu por volta das 7h. Dois outros homens ficaram feridos e foram socorridos pelo Samu ao Instituto Dr. José Frota, em Fortaleza.
 
A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) informou que no momento em que os internos foram soltos para o banho de sol, presos de uma cela se rebelaram, renderam um agente penitenciário e o trancaram em uma sala da direção. Em seguida, o grupo foi até a outra cela e matou os presos 'rivais'. "Nos deparamos com três corpos. Dois deles estendidos ao solo na sala que antecede as celas, logo depois da recepção. O outro corpo estava dentro de uma das celas. Os cadáveres foram atingidos com instrumentos de ação contundente, ou seja, barras de ferro, pedaços de madeira, além de socos", afirmou o perito Pedro Amaro.
 
Após o triplo homicídio, cinco internos fugiram e ainda não foram recapturados. O agente penitenciário Pessoa, que estava presente no local, reclama da superlotação da cadeia e da falta de condições de trabalho. "Na minha opinião como agente, a cadeia pública não é nem para existir. Ela não tem capacidade para segurar, além de não dar assistência necessária ao preso", alegou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Polícia

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.