Morre mulher baleada por policial ao ser confundida com assaltante

12/06/2018 - 12h44
a- a+


A estudante de administração Gisele Távora Araújo, 42 anos, foi atingida por dois disparos no tórax após uma perseguição policial na avenida Washington Soares na noite de segunda-feira (11). Ela morreu no Instituto Dr. José Frota (IJF) na manhã desta terça-feira (12), após passar por procedimento cirúrgico na madrugada. A filha de Gisele, que estava no carro alvejado, não teve ferimentos.

Policiais teriam recebido uma denúncia de que um carro de modelo semelhante ao dirigido pela vítima teria sido assaltado e iniciaram a perseguição ao veículo onde estavam Gisele e a filha adolescente. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a motorista teria andado na contramão e ultrapassado um sinal vermelho, fatos que deram a entender que ela era foragida. A sobrevivente declarou que mãe reagiu aumentando a velocidade ao achar que estava sofrendo tentativa de assalto.

O caso foi levado para a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD) para investigação da conduta dos policiais. Veja todos os detalhes no Comando 22.

Gisele Távora era estudante de Administração na Universidade de Fortaleza (Unifor), que prestou homenagem por meio de nota divulgada nos canais digitais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Polícia

Veja mais

Comentários

Instagram

@tvdiario

Canal 22.1 em HD. Perfil oficial da TV que é a cara do Nordeste: desenrolada, invocada e estourada. WhatsApp: (85) 98755-0153