Após vazamento de vídeo íntimo, prefeito de Uruburetama é alvo de denúncias Mulheres acusam o ginecologista de assediar e estuprar ex-pacientes

13/03/2018 - 16h41
a- a+


Prefeito de Uruburetama

Após ter imagens íntimas vazadas nas redes sociais, em que aparece fazendo sexo com uma mulher em uma posto de saúde municipal, o prefeito de Uruburetama, José Hílson de Paiva, vem sendo alvo de denúncias de abuso sexual e assédio por supostas ex-pacientes do ginecologista.

Na última quinta-feira (8), o gestor registrou um boletim de ocorrência em que afirma ser vítima de extorsão por parte de um empresário que, supostamente, teria posse do vídeo. A gravação foi divulgada na internet e, desde então, denúncias de estupro e assédio sexual apareceram contra José Hílson de Paiva.

O repórter do Comando 22, Leábem Monteiro, foi até Uruburetama e conversou com algumas das mulheres que acusaram o médico.

“Na época, ele falou que eu tinha um nódulo no seio e disse que eu deveria tomar banho de luz como tratamento. Fui na casa dele, pois lá ele tem um consultório. Ele botou a luz nos meus seios e começou a fazer massagem. Depois, me pediu para virar de lado, fechar os olhos e colocar a língua para fora e para dentro. Quando percebi estava colocando a minha língua no pênis dele. Ele é um maníaco sexual! Eu quero justiça!", clamou uma das vítimas, que preferiu não revelar a identidade.

A tática de levar as vítimas para o consultório particular, anexa a sua residência, e se aproveitar delas também foi relatado pela cabeleireira Edivânia Teixeira, que afirmou ter sido vítima das agressões de José Hilton de Paiva mais de uma vez, uma delas ainda quando era menor de 18 anos.

"Quando era adolescente, fui vítima de estupro e minha mãe me levou até ele. No consultório, ele me estuprou de novo. Mais velha, voltei ao seu consultório, porque tenho duas cirurgias nos seios, e foi a mesma coisa que outras pessoas já falaram. Ele me deitou na maca para fazer o banho de luz e quando vi, ele colocou o pênis nos meus seios e ejaculou na minha boca", relatou.

Falsas acusações

Outras mulheres afirmaram não acreditarem nas acusações que aparecem contra o ginecologista, como Cristina, que é paciente do médico há mais de uma década. “Ele foi meu médico durante 14 anos e nunca fez isso comigo!”, defendeu a moradora.

Declaração

O prefeito e ginecologista José Hílson de Paiva não atendeu a reportagem para se pronunciar sobre o caso. 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Polícia

Veja mais

Comentários

Instagram

Siga @tvdiario

Canal 22.1 em HD. Perfil oficial da TV Diário, que é a cara do Nordeste: desenrolada, invocada e estourada. WhatsApp: (85) 98755-0153