12 operários são encontrados trabalhando em condições de escravidão em Fortaleza Os homens dormiam em um prédio abandonado e trabalhavam mais de dez horas por dia

12/07/2018 - 15h52
a- a+


Doze operários da construção civil foram encontrados, nesta quarta-feira (11), em condições análogas ao trabalho escravos em Fortaleza. Os homens dormiam em um prédio abandonado na Rua Rogaciano Leite e trabalhavam mais de dez horas por dia na reforma e construção de prédios de luxo.

O flagrante foi feito por auditores fiscais do Ministério do Trabalho, representantes do Ministério Público do Trabalho e Polícia Federal. De acordo com a reportagem, os operários viviam nessas condições há sete anos, mesmo período em que não recebiam férias, e não possuam direitos trabalhistas. Os homens recebiam, em média, menos de um salário mínimo e não tinham direito a 13º salário, entre outros benefícios garantido por lei. 

Confira mais informações no Comando 22.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Polícia

Veja mais

Comentários

Instagram

@tvdiario

Canal 22.1 em HD. Perfil oficial da TV Diário, que é a cara do Nordeste: desenrolada, invocada e estourada. 😝 WhatsApp: (85) 98755-0153