Ceará é o 3º estado do País com mais analfabetos; mais de 1,2 milhões não sabem ler e escrever O Estado só perde para Bahia, com 1.588.218, e São Paulo, com 1.276.857

10/10/2017 - 09h48
a- a+


Ceará é o 3º estado do País com mais analfabetos; mais de 1,2 milhões não sabem ler e escrever

O Ceará é o 3º estado do Brasil com o maior número de analfabetos, de acordo com um levantamento feito pela Fundação Abrinq e divulgado nesta terça-feira (10). Ao todo, são mais de 1,2 milhões de cearenses, com 15 anos ou mais, que não sabem ler e escrever. O Estado só perde para Bahia, com 1.588.218 de analfabetos, e São Paulo, com 1.276.857. 

Se considerada a taxa de analfabetismo, o número proporcional da população do Ceará caí para 4º lugar no ranking nacional com 17,3%, atrás de Alagoas (20%), Maranhão (18,8%), Piauí (18,2%).

A pesquisa, feita em 2015, ainda revela que o Estado ocupa a 4º posição no percentual de docentes sem curso superior lecionando no Ensino Médio público. 

Números Positivos 

Segundo o estudo, o Ceará é destaque nos indicadores positivos relacionados à educação na infância e de jovens e adultos, além de ser o 4º colocado entre os estados com melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). 

O Estado ainda possui a 2º menor taxa de reprovação no Ensino Médio do Brasil, além de possuir o terceiro melhor desempenho dos estabelecimentos de Educação Infantil (creches).

Por meio de Nota ao Diário do Nordeste, a Secretaria de Educação do Estado (Seduc) afirma que o Governo do Estado desenvolve programas que estimulam, entre outras coisas,  a aprendizagem na idade certa, para que os alunos ingressem no Ensino Médio “bem preparados”. A Pasta ainda frisou a contratação de professores com nível superior é prioridade.  

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Educação

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.