Número de mortes causadas por chikungunya continua subindo no Ceará Em apenas duas semanas o número de óbitos registrados pulou de 70 para 87

03/09/2017 - 11h28
a- a+


dengue

Na última sexta-feira (1º) a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) divulgou um novo boletim epidemiológico e, de acordo com os dados informados, foram identificadas mais 17 mortes causadas por febre chikungunya no Ceará nas duas últimas semanas. Ao todo, são 87 óbitos confirmados somente este ano. 

Das 87 mortes, 71 aconteceram em Fortaleza, e o número de casos confirmados passou de 75.452 para 82.017. Além da Capital cearense, foram confirmados óbitos em Acopiara (2), Aracati (1), Beberibe (2), Caucaia (3), Itapajé (2), Maranguape (2), Marco (1), Morada Nova (1), Pacajus (1) e Senador Pompeu (1). O maior número de mortos é de pessoas do sexo masculino, com 55,2% dos casos.

Segundo a Sesa, em 2017 já foram registradas 121.565 notificações de chikungunya no Estado. Apenas quatro dos municípios cearenses não apresentaram índices da doença neste ano.

Dengue e Zika

A dengue e a zika também fizeram vítimas. Foram registradas 12 mortes causadas pela dengue em 2017, e há 86 casos confirmados da doença nos seguintes municípios: Abaiara, Alto Santo, Aracati, Brejo Santo, Caucaia, Chorozinho, Crato, Fortaleza, Guaiúba, Iracema, Maracanaú, Marco, Piquet Carneiro, Quixadá, Russas e Tabuleiro do Norte. Não foram notificadas mortes pela zika. A quantidade de confirmações da doença é de 482, das 3.175 suspeitas notificadas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Ciência e Saúde

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.