STF divulga áudio de conversa entre Temer e Joesley Batista; escute e entenda crise Nas gravações o presidente consente com pagamento pelo silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. E mais: Aécio é registrado pedindo R$ 2 milhões ao dono da JBS

18/05/2017 - 10h34
a- a+


Mais um vazamento de informações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, levou o cenário político nacional ao colapso nesta quarta-feira (17). Um dos donos da JBS, empresa líder mundial em produção de proteína alimentícias, Joesley Batista entregou uma gravação à Procuradoria-Geral da República no qual o presidente Michel Temer consente com o pagamento do silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha

O áudio foi divulgado pelo Supremo Tribunal Federal na tarde desta quinta-feira (18). Ouça:

> Tensão: cai liminar que permitia permanência de feirantes na José Avelino

> STJ determina que transexuais podem alterar gênero na carteira de identidade

Os donos da JBS, Joesley Batista e o irmão, Wesley, e mais cinco pessoas da empresa, fizeram uma delação ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. Na delação, o presidente Michel Temer foi gravado indicando o deputado Rodrigo Rocha Loures, do PMDB do Paraná, para resolver um assunto do conjunto de empresas que controla a JBS. Depois, Rocha Loures foi gravado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Segundo a denúncia, Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados

A delação do empresário foi homologada pelo Supremo.

Nesta quinta-feira (18) o Planalto confirmou, em nota, o encontro com Joesley, mas nega irregularidades. Diz que Temer "jamais solicitou pagamentos para obter o silêncio" de Cunha e que não participou nem autoriza qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça.

Aécio Neves e os R$ 2 milhões

O senador Aécio Neves também foi gravado. No arquivo ele pede R$ 2 milhões à Joesley. A entrega do dinheiro a um primo do presidente do PSDB foi filmada pela Polícia Federal.

Conforme o jornal Estadão, o Supremo Tribunal Federal determinou o afastamento de Aécio do mandato de senador e também do deputado Rocha Loures nesta quinta-feira (18). O STF ainda autorizou a prisão de irmã do senador tucano. Enquanto isso a Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo a prisão cautelar de Aécio.  

Buscas 

Agentes da Polícia Federal estão, desde às 6h15 desta quinta-feira (18), cumprindo mandados de busca e apreensão nos gabinetes dos senadores Aécio Neves, Zezé Perrela e do deputado Rocha Loures. Os agentes chegaram em seis carros e, neste momento, o acesso ao Anexo 1 do Congresso Nacional está restrito.

Propina Petista

Joesley revelou ainda revelou que Guido Mantega era o seu contato com o PT. Ele falou que era com o ex-ministro da fazenda de Lula e Dilma Rousseff que a propina era negociada para ser distribuída aos petistas e aliados.

Manifestações 

Entidades pró e contra a permanência de Dilma Rousseff no Palácio do Planalto já defendem publicamente que o presidente Michel Temer renuncie ao cargo. Após a denúncia divulgada pelo O Globo, nesta quarta-feira (17), movimentos políticos de diferentes correntes começaram a convocar atos nas ruas. As principais manifestações foram marcadas para o próximo domingo (21), pela Frente Brasil Popular (FBP) e pelo movimento Vem Pra Rua.

De acordo com um evento organizado nas redes sociais, um ato a favor da saída de Temer e da realização de eleições diretas acontece nesta quinta-feira (18) na Praça Clóvis Beviláqua, no Centro de Fortaleza. 

Repercussão política 

A ex-ministra e ex-senadora Marina Silva, líder da Rede Sustentabilidade, afirmou em vídeo publicado nas redes sociais na madrugada desta quinta-feira (18) que o presidente Michel Temer "não está em condições de governar o Brasil".  

Em contrapartida, o senador e ex-ministro do Planejamento do Governo Temer,  Romero Jucá, divulgou um vídeo em apoio ao presidente e pedindo cautela. “Essas acusações que surgiram na imprensa precisam ser investigadas a fundo”, frisou o senador.  

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Brasil

Veja mais

Comentários

VC na tv diário

Flagrou algo inusitado ou presenciou um fato marcante? Envie seu material - foto ou vídeo - para a produção do seu programa favorito.

Fale conosco

Fale diretamente com a produção dos programas da TV Diário. Atenção: o formulário abaixo não permite o envio de anexos.