Ex-namorado de dançarina cearense já respondia por outros crimes

05/11/2015 - 16h54 - Redação Web - TV Diário
a- a+


Ana Carol
Anderson
Anderson Rodrigues Leitão, acusado da morte da dançarina cearense Ana Carolina Vieira, já tinha passagens pela polícia. O ex-namorado da bailarina já havia sido preso em Florianópolis por tráfico de drogas, além de já responder por estelionato, improbidade administrativa, crime de ameaça, desacato a autoridade, lesão corporal e pela Lei Maria da Penha, no Ceará.
 
Anderson tinha ainda um requerimento de liberdade provisória negado pela Justiça, enquanto era investigado, na época de sua prisão.
 
Segundo uma denúncia, Anderson já havia agredido e violentado sexualmente outra ex-namorada no Ceará. A testemunha, que pediu para não ser identificada, o criminoso tinha costume de agredir outra moça na empresa onde trabalhava, há cerca de dois anos. A moça havia entrado com uma  medida protetiva contra ele.
 
A prima da dançarina, Mara Dalila Gomes, afirma que o crime foi premeditado. "Ele foi para São Paulo para matá-la". Mara afirma que as ameaças do homem haviam começado há cerca de dois meses, mas, apesar disso, Ana Carolina não havia prestado queixa por medo.
 
Um áudio da vítima recebido pelos parentes mostra o desespero da moça com a situação. "Eu não aguento mais o Anderson me ligando. Ai meu Deus! É uma tortura. Não sei mais o que fazer, não sei mais para quem pedir. Ai meu Deus do céu, o que que eu faço?", dizia, chorando, a dançarina.
 
O sepultamento da modelo será realizado em Fortaleza, mas a data ainda não está definida, já que o corpo precisa da liberação da polícia de São Paulo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - Brasil

Veja mais

Comentários

Instagram

Siga @tvdiario

Canal 22.1 em HD. Perfil oficial da TV Diário, que é a cara do Nordeste: desenrolada, invocada e estourada. WhatsApp: (85) 98755-0153